SEG 22 DE OUTUBRO DE 2018 - 03:59hs.
Horacio Salas Novikov, Key Account Manager

"O Brasil é um país de interesse especial para a 1xBet mesmo com a atual legislação"

As empresas de apostas esportivas mais importantes já atuam no Brasil e, da mesma forma, esperam uma legislação mais aberta e clara. Uma delas é a 1xBet que não para de crescer no país e na América Latina. 'O Brasil não é apenas um país com uma grande economia, mas também um público com uma paixão por futebol, por isso, é um lugar muito atraente para nós', diz Horacio Salas Novikov, Key Account Manager da empresa em entrevista exclusiva ao GMB.

GMB - Que avaliação você faz da sua participação na SAGSE 2018?
Horacio Salas Novikov -
O evento deixou uma impressão muito boa, a quantidade e qualidade do público foi impressionante, as oportunidades oferecidas representam um grande potencial para todos os participantes e um formato que permitiu conhecer cada produto e demanda que há hoje em dia no mercado latino-americano. Esperamos que estas iniciativas permitão criar novas ligações e projetos, e que os frutos destas novas relações de trabalho sejam um estímulo para prosseguir e desenvolver eventos semelhantes.

As apostas online são um segmento que cresceu na feira desde a última edição. Devido a que você acha que aconteceu?
Em primeiro lugar tecnologia de qualidade. A capacidade de chegar a mais pessoas, a oportunidade de fazer o processo de jogo mais confortável, nos permite perceber um público mais amplo, enquanto reformar os padrões de consumo dos nossos serviços, graças às vantagens oferecidas online. Em paralelo, você pode ver um processo evolutivo de relações de confiança que são forjadas entre os usuários de plataformas de apostas onde os apostadores levam em consideração a reputação da casa, e a casa faz todo o possível para manter em Alta a experiência de jogo e junto com ela, sua reputação. Ao mesmo tempo, influencia a tentativa, por enquanto tímida, dos órgãos legislativos de regular o setor, para que haja garantias entre todos os participantes das economias nacionais. E, mais importante, o crescimento econômico da América Latina permite que cada vez mais usuários tenham acesso à Internet, métodos de pagamento e dinheiro para o lazer.

Faltando apenas um quarto para o final de um ano que teve uma Copa do Mundo, como tem sido o 2018 da 1xBet? Como foi o nível de apostas durante a Rússia 2018?
Este foi verdadeiramente um ano de novas conquistas. A Copa do Mundo multiplicou a soma de apostas em relação a um período padrão, pois a cada ano a tecnologia atinge mais pessoas e há um aumento esperado na demanda por serviços online. E o que é ainda mais interessante: o futebol ainda não atingiu o topo de sua popularidade. Na Rússia, o futebol não é tão popular quanto na Europa ou na América Latina, mas a cada ano está acumulando uma audiência maior. Com o mundial, centenas de milhares de espectadores não só poderam assistir ao jogo de perto, mas também sentir a paixão e a calor que o acompanha, o que obviamente influencia o interesse e a intenção de fazer apostas. Processos semelhantes podem ser observados em países com crescimento econômico, um caso exemplar é a China, onde o público começa a prestar atenção às coisas incomuns, mas eles são assimilados pelo processo geral de globalização.

A América Latina, como mercado, cresceu como esperado pela 1xBet? Quais países lideram a região?
O mercado latino-americano é para nós, literalmente, um novo mundo. Já estamos dando nossos primeiros passos na região, mas ainda temos muito a descobrir, estudar, conhecer e, acima de tudo, implementar. Nossas expectativas são ótimas, o esporte sempre foi um tema de interesse entre o público do continente, bem como o que se associa a ele. O desenvolvimento econômico e tecnológico também abre oportunidades para nós, uma vez que o acesso à Internet a partir de dispositivos acessíveis, como smartphones, nos aproxima um pouco das pessoas que têm demanda por nosso produto. Além disso, o grande número de operadores locais que surgiram e se desenvolveram na região é impressionante, assim como os resultados demonstrados por nossos concorrentes da Europa que também decidiram se aventurar na América Latina.

A 1xBet teve um forte crescimento no Brasil, como analisam e que pensam sobre esse mercado hoje?
O Brasil, sendo a maior economia da região e uma das maiores economias do mundo, é de especial interesse para nós. Mesmo com a legislação em vigor, o que impede o desenvolvimento normal de apostas online em casa, nós pensamos que a capacidade de atender a demanda é muito interessante, uma vez que estamos falando não só de um país com uma grande economia , mas também de um país que tem uma grande paixão pelo futebol, se tornando um lugar muito atraente para nós.

Você é a favor da regulamentação do mercado de apostas esportivas no país?
Somos a favor de qualquer passo que nos aproxime da transparência nas relações entre operadores e usuários. Muitas vezes, por diferentes razões, a ausência de regulamentação ou uma má implementação disso leva os interesses dos usuários, operadores e, finalmente, os da economia nacional. Nós pensamos que é extremamente importante para desfrutar de um bom nome, que a reputação fortaleça a confiança que nos permite manter uma boa relação de trabalho com nossos clientes e parceiros, mas é muito melhor quando são fornecidos mecanismos de garantia que podem ser usados, quando a legislação existente é clara e intuitiva. A presença de regulamentação nos permite manter uma boa imagem e gera maior confiança entre nossos clientes e parceiros, o que é bom para nós.

Em dezembro, a Clarion vai organizar pela primeira vez no Brasil um congresso de apostas esportivas no estádio do Pacaembu, em São Paulo. Considera a iniciativa importante para o crescimento da atividade e gostaria de participar?
Pensamos que qualquer iniciativa que envolva o diálogo é de grande interesse. Estamos testemunhando o desenvolvimento tecnológico e econômico que passa o Brasil e todo o continente, e para que este desenvolvimento dê bons frutos é essencial ter uma legislação de acordo com a situação atual. O mesmo acontece com a capacidade de assimilar essas inovações, o que depende diretamente da possibilidade de manter contato com representantes da indústria, bem como a consciência da utilidade destes contatos. É uma prioridade para nós estar ciente do que está acontecendo em nossa indústria, e se a iniciativa acontece em um país como o Brasil, para nós é ainda mais interessante assistir de perto os acontecimentos e decisões que podem ocorrer.

Fonte: Exclusivo GMB