QUA 18 DE OUTUBRO DE 2017 - 18:33hs.
HUGO BAUNGARTNER, COO DA RCT

"Nossa nova plataforma de hardware NXGB foi projetada e fabricada no Brasil"

(Exclusivo GMB) - A RCT Gaming é uma empresa que atua em vários países, mas tem o DNA brasileiro. Hugo Baungartner, seu COO, conversou com o GMB nos corredores do G2E sobre novos produtos e sua esperança na abertura do jogo em Brasil. “A nova plataforma de hardware NXGB é compacta, projetada e fabricada no Brasil, o que nos dá grande agilidade comercial. Estamos esperançosos que o novo Frente Parlamentar possa ser a nossa bandeira para agilizar o processo do jogo legalizado”.

GMB - Com qual expectativa se apresentam nessa nova edição da G2E?
Hugo Baugmartner
- Esta edição da G2E está sendo interessante porque várias empresas estão apresentando novos produtos visando o mercado brasileiro. A RCT Gaming é uma empresa que atua em vários países, mas tem o seu DNA brasileiro. O desenvolvimento de tecnologia está situado no Brasil e precisamos acompanhar de perto as tendências do mercado. Muitos de nossos parceiros da América Latina, principalmente do México e Peru, também estão por aqui e a G2E proporciona a oportunidade de uma conversa mais próxima com todos eles.

Vocês estrearam uma nova plataforma recentemente... estão satisfeitos com o seu funcionamento? Pode nos descrever quais as suas maiores características?
A nova plataforma de hardware NXGB, desenvolvida em parceria com a nossa equipe de software, está muito afinada tecnicamente. Ela é bastante compacta e projetada e fabricada no Brasil, o que nos dá grande agilidade comercial. Todos os nossos jogos rodam nesta nova plataforma de hardware. Os jogos e o software de apoio estão sendo certificados no laboratório da GLI de Las Vegas.

Como chegou ao mercado esse novo produto inovador da RCT?
Está sendo muito bem aceito.  É compacto, de fácil instalação e tem um preço muito competitivo. Somado a isto, o mercado de jogos, que já nos conhece há 23 anos, sabe que pode contar com nosso apoio técnico de manutenção. Além disso, nossos parceiros podem contar com um fornecedor único para o software de jogos e o hardware. Estamos preparando um lançamento nacional para uma data muito próxima.

Como analisa o mercado latino americano atualmente e a penetração da RCT no mesmo?
Temos uma filial no Peru e uma filial no México. Em vários países da América Central e do Sul temos nossos jogos rodando em máquinas próprias ou em parcerias. Com a nova plataforma, este mercado tende a crescer muito rápido. Alguns destes países estão modificando as suas legislações e nós estamos fechando novas parcerias.

Com a criação recente de uma frente de deputado pró-jogo, o clima no Brasil parece melhor que nunca para a legalização do jogo... como você o vê?
Como brasileiro e trabalhando neste mercado há 23 anos, o Brasil já passou da hora de parar de tapar o sol com a peneira. Os nossos legisladores devem aproveitar esta oportunidade para tirar o Brasil da pequena lista de países que ainda não tem o jogo legalizado. Estamos esperançosos  que esta Frente Parlamentar pela Aprovação do Marco Regulatório dos Jogos no Brasil, presidida pelo deputado Cesar Halum, possa ser a nossa bandeira para agilizar este processo. Estamos confiantes.

Existem novos projetos da RCT a caminho para o que resta de 2017 e para 2018?
Sim. Novos jogos estão saindo do "forno" e serão lançados em breve. Jogos mais interativos e com acumulados e "mistery" inovadores deverão ser um diferencial no mercado. Aguardem pois teremos alguns lançamentos para apresentar.

Fonte: Exclusivo GMB