QUA 18 DE OUTUBRO DE 2017 - 18:33hs.
David Lopez, presidente e CEO da AGS

"A visão da AGS sempre foi ser um player importante no Brasil"

(Exclusivo GMB) - David Lopez, presidente e CEO da AGS, conversou com a GMB sobre a participação da empresa na próxima edição da G2E, onde mostrará uma nova incorporação da sua família de gabinetes Orion e conteúdo de novos jogos. A AGS também apresentará um novo gabinete Alora, que foi projetado no Brasil, um mercado com o qual a empresa possui uma relação muito forte. 'O Brasil é o mercado que a AGS preparou completamente e aguarda pacientemente a abertura. Isso será bem-sucedido como foi no passado recente', disse ele.

GMB - Aproximando o evento G2E, o que você pode nos informar sobre o que a empresa apresentará na exposição de Las Vegas?
David Lopez - Os últimos dois anos foram extremamente transformadores para nós. Estabelecemos com sucesso a AGS como um fornecedor de jogos diversificado e solidificamos nossa identidade de marca. Agora oferecemos uma linha completa de produtos de máquinas, produtos de mesa, produtos de cassino social e agora videobingo.

No ano passado, apresentamos o nosso premiado gabinete Orion, que teve tremendo impulso no exterior. Até o momento, instalamos cerca de 1.000 unidades desde o lançamento oficial em maio. Este ano, na G2E 2017, mostraremos uma nova adição à nossa família de gabinetes Orion e ao novo conteúdo exclusivo do jogo, incluindo uma série de novas soluções progressivas como Xtreme Jackpots. Além disso, mostraremos a nossa gama completa de produtos de jogos de mesa, incluindo o Dex-S, que é um revolucionário embaralhador de cartas, bem como a nossa premiada solução de jogo de mesa Bonus Spin. Nossa equipe interativa irá demonstrar como a AGS pode comercializar a nossa plataforma de cassino social e fornecer às operadoras um cassino social totalmente personalizado em tempo recorde.

Para nossos clientes internacionais, estamos apresentando o novo gabinete Alora e uma biblioteca inicial de jogos de videobingo. A Alora foi projetada no Brasil por brasileiros, e com tanto potencial em grandes mercados de videobingo, como México, Filipinas e Brasil (uma vez legalizado), estamos confiantes de que o lançamento será bem recebido.


Quais são os principais recursos e pontos fortes da linha de máquinas de videobingo que a AGS irá mostrar em Las Vegas?
A AGS começou o desenvolvimento de sua linha de produtos de videobingo há mais de 18 meses. Nossa visão é - e sempre foi - ser um importante player no Brasil quando, e se, a atividade for regulamentada. Nós trouxemos a bordo um grupo de desenvolvedores brasileiros com décadas de experiência em design de jogos, operações e inteligência de mercado. Esta equipe, liderada por Marcus Fortunato, estabeleceu uma base que permite à AGS fabricar e desenvolver hardware e software no Brasil. Isso significa que nossos produtos serão baseados no DNA brasileiro e apresentam algumas das melhores tecnologias da América.

Com o mercado brasileiro potencialmente às vésperas da abertura, a AGS estará pronta no primeiro dia.

O desenvolvimento da nossa biblioteca de videobingo começou com o estudo de jogadores de videobingo em toda a América Central e Ásia, incluindo as preferências dos jogadores brasileiros durante o período mais recente de legalização. Muitas empresas internacionais tiveram sucesso limitado trazendo produtos para novos mercados como o Brasil porque eles não adaptam a experiência de jogo para atender os desejos dos jogadores no novo mercado. Nós fizemos a lição de casa e entendemos o que esses jogadores desejam e criamos jogos atraentes para eles. O videobingo não é popular nos Estados Unidos e, portanto, é estranho para a maioria das empresas que não faziam parte dos mercados de videobingo. Nossa linha de produtos de videobingo é construída em torno das preferências dos jogadores para este mercado específico e modernizado com gráficos, som e hardware de última geração para suportar a tecnologia disponível hoje.


Em que mercados, você acha que a linha de máquinas de videobingo terá melhor recepção? Quais mercados pretendem atingir?
A AGS, através da aquisição da Cadillac Jack em 2015, é um fornecedor importante no México. Este é o mercado que todos os principais fornecedores de videobingo entraram quando o Brasil fechou a atividade. Hoje, o México ainda é um dos maiores mercados de videobingo do mundo. Nossa equipe muito experiente no México está pronta para apresentar a linha de produtos Alora também no país. Atualmente, estamos experimentando crescimento no México e detemos cerca de 14% de participação de mercado no segmento de rodilhos. Planejamos entrar no segmento de videobingo no início do ano que vem.


Qual é a sua visão do setor global de jogos em termos de novas tendências e mercados emergentes? Como você avalia o tempo atual da indústria?
Recentemente, os fabricantes tiveram um foco renovado no hardware. A AGS também faz parte desta tendência, com o lançamento do nosso premiado gabinete Orion e da solução progressiva do jogo de mesa Bonus Spin. Mas no final das contas, o jogo em si é o mais crítico, e nossas equipes de P & D ficam obcecadas com os melhores jogos do mundo. Esperamos que a corrida de hardware continue em frente.

Para AGS, ainda há muito espaço para crescimento e expansão. Os mercados emergentes são importantes para a nossa empresa, mas de forma diferente dos fabricantes mais maduros. Ainda temos oportunidades de crescimento nos mercados dos EUA e muito menos nos mercados internacionais existentes, mas o Brasil é muito diferente para nós - é um mercado que a AGS preparou completamente, investiu e aguarda pacientemente a abertura. Sabemos que o mercado brasileiro será enorme, porque culturalmente os brasileiros adoram o jogo e historicamente os jogos já foram provados. Acreditamos que será bem-sucedido como foi no passado recente.


A AGS tem uma estreita relação com o mercado brasileiro e, desta vez, o país parece estar se aproximando para legalizar a atividade. Você concorda com essa visão? Você está seguindo o progresso da legalização de jogos no Brasil? Que expectativas você tem sobre isso? Quais as perspectivas que você vê no futuro, uma vez que o mercado esteja regulamentado?
Quando a AGS decidiu se preparar para o Brasil, não abordamos o projeto como apenas outro mercado. Em vez disso, abordamos isso com o entendimento de que o Brasil é uma das últimas fronteiras de jogo inexploradas do mundo com grandes populações. Nossa visão foi estabelecer uma equipe nos EUA e no Brasil com experiência comprovada e conhecimento do mercado, pessoas, hábitos e cultura. Esta abordagem permitiu à AGS monitorar de forma objetiva os movimentos políticos, avaliar os rumores e prever os cronogramas, não como um estranho, mas como o empresário brasileiro o faria. Hoje, podemos afirmar que sabemos que o Brasil é a terra entre o "Oiapoque e o Chuí". Acreditamos que entre esses dois pontos de referência existe uma vasta terra com diferentes culturas e costumes dentro do país. Entendemos as diferenças regionais; respeitamos as operadoras locais e o passado recente, e estamos confiantes de que estaremos prontos, com não só excelentes produtos e serviços, mas também com relacionamentos sólidos. Mais importante ainda, acreditamos verdadeiramente que o futuro está muito próximo.

O jogo não será novo para o Brasil. Ele já teve cassinos até a metade do século 20 e o bingo num passado recente. Então não é segredo que o jogo é um negócio multimilionário no país hoje. O que será diferente é que a legislação proposta será finalmente regulamentada e criará benefícios para as pessoas através de impostos e empregos. O governo terá mecanismos legais para controlar a indústria e garantir justiça aos jogadores. Além dos benefícios fiscais para o país, a legalização do jogo criará estruturas de conformidade que permitirão investimentos nacionais e estrangeiros no país além de qualquer previsão já divulgada.

Nos últimos 12 meses, o país foi ocupado por escândalos e turbulências políticas que certamente retardaram um processo que estava em pleno impulso antes. À medida que a estabilidade é restabelecida, o Brasil deve aproveitar esse momento de oportunidade. O futuro pode e deve ser decidido agora.


Que balanço você pode fazer do que foi 2017 até agora e como planeja o encerramento do ano?
A AGS teve vários anos de crescimento fenomenal seguidos. Todos os mais de 550 funcionários estão obcecados não só com o jogo, mas com o envolvimento de nossos clientes, fornecendo conteúdo incrível para nossos jogadores e garantindo uma experiência memorável com produtos AGS. Temos uma ótima equipe de liderança que já comprou essa visão. Nós nos capacitamos, acreditamos em nossas equipes e temos imenso orgulho dos produtos e na empresa que estamos construindo.

Fonte: Exclusivo GMB