QUA 15 DE AGOSTO DE 2018 - 14:00hs.
Comportamento do último ano

Booking.com: O viajante brasileiro prioriza cassinos e jogos de azar para escolher um destino

A Booking.com, líder mundial em conectar viajantes com a maior seleção de lugares incríveis para visitar, analisou o comportamento dos viajantes brasileiros no último ano para entender os padrões de consumo e projetar tendências para 2018. Os turistas brasileiros consideram ao escolher que um país é mais importante do que outro: se o destino é moderno, se há teatros/concertos ao vivo, se oferece cassinos e jogos de azar, vida noturna e compras.

A Booking.com analisou o comportamento dos viajantes brasileiros no último ano para entender padrões de consumo, bem como projetar tendências para o ano de 2018, como o maior uso de tecnologia para o planejamento de uma viagem. Esta análise faz parte de uma pesquisa realizada com 56.700 pessoas de 30 países. Para participar, o viajante deveria ter mais de 18 anos de idade e ter viajado a lazer ou trabalho nos últimos 12 meses.

De acordo com o levantamento, metade (51%) dos viajantes brasileiros fizeram suas reservas de acomodação apenas em plataformas online em 2017 e 44% reservaram suas acomodações separadamente em vez de fecharem pacotes de viagem em 2017.

De modo geral, o viajante brasileiro passou de 15 a 19 dias viajando a lazer no ano passado, sendo que 84% das viagens foram escapadas curtas, de 1 a 4 noites, para destinos domésticos. Em relação a viagens de negócios, em 2017 os brasileiros fizeram mais viagens de negócios domésticas do que a média dos viajantes globais (46% contra 36%). Já em viagens de negócios internacionais, os brasileiros ficaram logo abaixo da média global (21% contra 22%). Seguindo uma outra tendência de tirar o máximo proveito de um destino ao viajar a trabalho, quase 6 em cada 10 viajantes brasileiros (59%) disseram que tiveram a chance de aproveitar o destino que visitaram pelo trabalho.

O trabalho também pesa bastante para os brasileiros no momento de planejar suas viagens. Além das motivações tradicionais de “se divertir” e “ver o máximo possível”, a terceira maior motivação para os brasileiros é “descansar do trabalho”. Mais de quatro em cada cinco viajantes brasileiros (81%) citaram isso como uma consideração importante – um número que faz dos brasileiros a nacionalidade que mais precisa de uma pausa do trabalho em meio a todos os países participantes.

Outro motivo para viajar que os brasileiros citam com mais frequência do que outros países é “conhecer novas pessoas”: globalmente, um pouco menos da metade dos entrevistados considera isso um motivo importante (47%), enquanto no Brasil são dois terços dos viajantes (67%). Considerando a tendência de que 2018 é o ano das experiências, é bom lembrar que o destino não é tudo, mas as pessoas com quem criamos estas memórias também são importantes. Nesse sentido, em 2017, 67% dos viajantes brasileiros viajaram com seus parceiros/esposos e 37% viajaram com grupos de amigos e a previsão é de que os números sejam mantidos este ano.

Ao escolher um destino, os principais fatores considerados pelos viajantes brasileiros são limpeza, segurança pessoal, belas paisagens e uma saborosa culinária local. Embora todas essas sejam uma das principais motivações para os viajantes em todo o mundo, o Brasil é o país que mais preza pela culinária local do destino. Do mesmo modo, outros elementos que os viajantes brasileiros consideram comparativamente mais importantes do que outros países ao escolher um destino são: se o destino é moderno, se há teatros/concertos ao vivo, se oferece cassinos e jogos de azar, vida noturna e compras.

Fonte: GMB / Carollyne Almeida - Surgiu