TER 18 DE SETEMBRO DE 2018 - 23:11hs.
Segundo seu presidente, José González Fuentes

Luckia não descarta o modelo chileno para futuros cassinos no Brasil

A empresa espanhola de jogos Luckia está investindo 82 milhões de euros no centro da cidade de Arica, no Chile, com um hotel  cassino cinco estrelas e área comercial, sendo o segundo hotel do grupo. Seu presidente, José González Fuentes, ressaltou que o Brasil modificará sua legislação e poderá seguir o modelo chileno, deixando a porta aberta para um desenvolvimento futuro semelhante no Brasil, quando o país regular a atividade.

O presidente da Luckia, José González Fuentes, explica que o governo do Chile exige um projeto de interesse turístico para dar licença aos cassinos, para o qual eles construíram um hotel. O Antay Hotel de Arica é o segundo da Luckia, que já teve outro no mesmo país.

González Fuentes diz que Luckia é "uma empresa de jogos" e que "em princípio" não está em seus planos de construir mais hotéis. "Mas se surgisse algum outro projeto com essa exigência, nós o construiríamos", diz ele. Ele menciona que o Brasil modificará sua legislação e poderá seguir o modelo chileno.

Antes chamada de Egasa, a Luckia decidiu levar seus negócios para além dos jogos - sua atividade se concentra em cassinos e apostas esportivas - e executa o maior investimento em sua história no Chile. A empresa vai dedicar 82 milhões de euros a um complexo turístico e de lazer na cidade chilena de Arica.

O projeto imobiliário, turístico e comercial Arica City Center é o projeto mais ambicioso realizado pela empresa. Além do cassino, o complexo inclui um hotel cinco estrelas com 129 quartos, restaurantes, um centro de eventos com capacidade para 800 pessoas, um clube de surf, um espaço de bem-estar e um buvelar comercial com 33 lojas.

Com relação ao novo investimento no centro da cidade de Arica, o presidente da Luckia destaca sua importância em nível regional, afirmando que "este centro será uma referência para todo o Chile, Bolívia, Argentina, Peru e até o Paraguai".

Fonte: GMB / La Opinion Coruna (Chile)