TER 24 DE OUTUBRO DE 2017 - 09:36hs.
André Akkari fala sobre sua nova paixão

“Me envolvi com eSports porque sou jogador e gosto da adrenalina”

(Exclusivo GMB) – André Akkari é um dos maiores nomes do poker nacional, porém, desde o começo de 2017 também tem sua imagem ligada aos eSports. Junto com Ronaldo, o Fenômeno, se tornou um dos donos da CNB, equipe brasileira da League of Legends. O GMB conversou com Akkari sobre como surgiu a ideia de empreender na modalidade, o andamento de cada projeto e os planos para novos investimentos.

GMB - Você tem uma sociedade com o Ronaldo e o Igor Federal na CNB, uma equipe de eSports. Como você entrou nesse negócio e quais suas expectativas?
André Akkari-
Eu me envolvi por algumas razões, a primeira delas foi emocional. Eu gosto de jogo, sou jogador, então, tudo o que é de jogo, que eu tenha a capacidade de jogar, ter entendimento; jogando Counter Striker, por exemplo, eu sou ruim, mas, eu gosto de jogar, da sensação de jogar. O primeiro motivo é porque eu gosto de jogo, da adrenalina. O segundo é pelo lado empresarial. É uma boa oportunidade de negócio, de empreender, porque o mercado está explodindo e não tem tanta gente fazendo coisas profissionais. Tem poucas pessoas fazendo muito bem, mas, não são tantas e abre uma janela de oportunidade.

Qual a sua estratégia ao entrar no mercado de eSports? A participação na compra da equipe fez parte dela?
A gente tentou se aproximar das melhores pessoas do mercado para empreender da melhor forma possível. A nossa primeira atitude foi a compra da CNB que é um dos times mais reconhecidos do Brasil. Eu e o Ronaldo resolvemos investir e acreditar que aquilo vai ser um bom negócio para o futuro.

Além de investir em equipes como a CNB, pensa em fazer investimentos em outras frentes ligadas ao eSports?
Tem outras frentes que a gente está atuando. Montamos uma agência de marketing esportivo que é voltada pra eSports, pra poker, pra main sports que é EBrands que a gente montou junto com Beto e o Raifi e está sendo super bem sucedida. Já temos clientes como a Red Bull, Samsung e está indo muito bem. Como eu sou empreendedor por natureza, gosto de arriscar em coisas que me excitam e o e-Sports me excitam.

Fora o eSports e o poker, no qual você já é um dos grandes nomes, você tem projetos em outras modalidades que tenham relação com jogos?
Tirando o E-sports e o poker, hoje não tem nada que eu tenha vontade de me adequar. O eSports já está me dando a adrenalina que eu preciso para investimentos. Eu tenho objetivos de empreender dentro do Counter Striker, que é e-Sports também, mas, são planejamentos não é nada efetivo.

Sabemos que a sua prioridade é o poker, mas, em meio a todas essas atividades que você contou pra gente, existe alguma que tenha recebido um pouco mais de atenção?
A minha atenção é voltada para o sucesso da CNB no League of Legends. A gente torce demais pra que tudo aconteça muito bem lá. E dentro do mundo dos e-soports e dentro do mundo do poker a gente mil projetos que estão acontecendo.

Fonte: Exclusivo GMB