QUA 17 DE JANEIRO DE 2018 - 23:59hs.
Sergio Jardim, diretor geral da Clarion Events Brasil

“Quando o Brasil aprovar o jogo, iremos organizar uma grande feira em São Paulo”

(Exclusivo GMB) - A Clarion, organizadora da ICE, visitou a Sagse em Buenos Aires com o objetivo de se aproximar ainda mais do mercado latino e para divulgar a próxima edição do Brazilian Gaming Congress (BgC). Sergio Jardim, diretor geral da Clarion Events Brasil e Vivian Lima, diretora comercial revelaram que existe uma grande expectativa da indústria sobre a regulamentação do jogo no país e garantiram que o plano é ter uma grande feira em São Paulo.

GMB - Como veem a Sagse, já que a Clarion tem uma vasta experiência na organização de eventos e tem realizado excelentes encontros para discutir uma lei de jogo no Brasil?
Sergio Jardim/Vivian Lima - É nossa primeira visita à Sagse e ficamos muito bem impressionados com a qualidade do evento e pela presença dos principais atores da indústria mundial do jogo. Fomos muito bem recebidos pelos expositores, para quem apresentamos nosso projeto do quinto Brazilian Gaming Congress e vimos muito profissionalismo na organização e também na beleza dos estandes.

Como foi a recepção que tiveram ao apresentar a nova edição do BgC aos expositores?
Foi muito boa, já que existe uma grande expectativa quanto à regulamentação do mercado brasileiro de jogos e todos querem estar o mais próximo possível para entender como ela acontecerá para, então, decidirem como irão participar desse vibrante mercado que está por nascer.

O Brasil poderia ter uma feira como a Sagse?
Por enquanto temos um congresso, que tem se mostrado bastante vigoroso e com boa afluência de pessoas interessadas no mercado brasileiro. Tenho certeza de que, a partir da regulamentação, iremos realizar uma feira tão grandiosa quanto esta em São Paulo.

Como veem o mercado de jogo no Brasil?
Ainda não temos como fazer uma previsão tão positiva, pois ainda não temos uma lei aprovada, mas todas as discussões no Congresso Nacional avançaram bastante e isso nos gera uma expectativa de que em 2018 tudo estará mais claro e o Brasil irá atrair ainda mais a atenção da indústria mundial de jogos. Na nossa visão, a abertura do mercado de jogos no Brasil está muito próxima, pois existe maturidade de todos os envolvidos nas discussões para a aprovação de uma lei ampla.

Então o ano será muito produtivo e de bastante trabalho para a Clarion?
Claro que sim. Já está tudo pronto para a ICE 2018, onde receberemos os principais operadores e fornecedores de soluções de jogos do mundo. Temos certeza de que muitos brasileiros irão para Londres para acompanhar as novidades e esperamos também agentes do governo que estarão à frente da regulamentação e fiscalização da atividade no Brasil.

Fonte: GMB