QUA 18 DE JULHO DE 2018 - 13:38hs.
Segundo o jornalista Venê Casagrande

Caixa pede que Flamengo retire patrocínio do site oficial do clube

“Por ser ano eleitoral, a Caixa pediu que o Flamengo retirasse a logo da empresa do site oficial do clube. Por conta das eleições presidenciais do país, a Caixa não poderá fazer qualquer ativação digital nos clubes patrocinados, incluindo posts e logos“, escreveu Venê Casagrande, jornalista do Esporte interativo, em sua conta oficial no Twitter.

O ano das eleições presidenciais afeta até o futebol, mesmo que indiretamente. Desta vez não foi diferente. Por conta do evento, a Caixa Econômica Federal, patrocinadora master do Flamengo teve que retirar seu logo do site oficial do clube, abrindo margem para diversas teorias. A informação é de Venê Casagrande, jornalista do Esporte interativo.

“Por ser ano eleitoral, a Caixa pediu que o Flamengo retirasse a logo da empresa do site oficial do clube. Segue a explicação oficial: Por conta das eleições presidenciais do país, a Caixa não poderá fazer qualquer ativação digital nos clubes patrocinados, incluindo posts e logos“, escreveu em sua conta oficial no Twitter.

Apesar disso, nada muda em relação ao pagamento e/ou chegada de novos patrocínios. A instituição financeira continuará nos uniformes, só não poderá fazer qualquer tipo de ativação digital nos clubes, conforme informou Venê. No mês de abril deste ano, as partes assinaram uma renovação contratual válida até o dia 31 de dezembro de 2018, último ano em que Eduardo Bandeira de Mello comanda o Mengão.

Este patrocínio curto tem os seguintes moldes: R$ 2,5 milhões caso vença o Mundial Interclubes, $ 2 mi para a conquista da Libertadores e R$ 800 mil se levar a Sul-Americana ou Copa do Brasil. Para o título do Brasileirão, o valor será de R$ 1,5 milhão. Não haveria bonificação para o Campeonato Carioca, mesmo que o rubro-negro fosse campeão.

Fonte: GMB / Venê Casagrande - Esporte interativo