SÁB 21 DE OUTUBRO DE 2017 - 13:46hs.
Uma decisão de governo

Trinidad e Tobago duplica imposto para operador de jogo

Esta semana, o Ministro das Finanças de Trinidad e Tobago, Colm Imbert, apresentou sua proposta orçamentária para o ano fiscal 2017-18, que inclui um novo imposto sobre os ganhos de loteria dos jogadores e outras taxas em máquinas de jogos e dispositivos de apostas. O imposto de importação sobre máquinas de jogos também aumentará de 20% para 40%.

Dizendo que estes eram "momentos incomuns que exigem mudanças importantes nas políticas", Imbert afirmou que a situação requer "um ajuste sério para todos" e advertiu que as novas medidas "serão rigorosamente aplicadas".

O orçamento impõe um novo imposto de 10% sobre os ganhos de loteria dos jogadores que entrarão em vigor em 1 de dezembro. O Conselho Nacional de Controle de Loteria (NLCB) informou que havia desfrutado de seus maiores ganhos em 2016.

Entre as outras mudanças, há uma taxa fixa de US$ 17,82 em cada máquina de roleta eletrônica. Outras máquinas de diversão nos bares verão suas taxas dobrar para US$ 891.

Quanto aos salões de jogo, suas taxas anuais de máquinas caça-níqueis estão dobrando para US$ 3.495 por unidade, enquanto outros dispositivos de jogo duplicarão para US$ 8.735.

A Associação de Clubes Privados T & T foi rápida ao comentar o anúncio da proposta orçamentária, emitindo uma declaração dizendo que o governo "escolheu o setor de jogos como uma das poucas áreas da economia nacional como fonte de receita de impostos para suportar o fardo dos desafios econômicos da nação". 

O grupo passou a alertar que "milhares" de trabalhadores "serão afetados por esse aumento desumano", enquanto questiona se "os ministros em suas Torres de Marfim" entenderam a ramificação completa de suas ações.

O porta-voz da indústria, Sherry Persad, disse que as novas mudanças teriam um efeito "catastrófico e horrível" na indústria local e que muitos operadores de jogos seriam forçados a fechar suas portas".

Fonte: GMB / Calvin Ayre