QUA 28 DE JUNHO DE 2017 - 19:48hs.
NO NOVO MERCADO DE CASSINO

Operadores de junket podem não ser autorizados no Japão

De acordo com informações da mídia local, os legisladores japoneses que trabalham para elaborar o projeto de implementação de infra-estrutura de IR’s (Resorts Integrados) para a nascente indústria de cassinos local, foram recomendados que os junkets não fossem permitidos.

Esse conselho foi dado pelo Office of Integrated Resort Regime Promotion, que está trabalhando em estreita colaboração com o governo para determinar a melhor maneira de introduzir resorts de cassino no país.

O ponto de vista dos funcionários foi revelado durante uma reunião do painel de especialistas que assessora a Secretaria de Promoção de RI, presidida pelo professor Hirotaka Yamauchi da Universidade de Hitotsubashi de Tóquio, informou a GGRAsia. Durante a reunião, não foram fornecidos detalhes sobre os motivos para apoiar a eventual exclusão de junkets do mercado japonês de cassinos, embora as questões do papel financeiro dos junkets no negócio de cassinos fossem mencionadas.

PUBLICIDADE

O uso de operadores VIP não seria permitido na indústria de cassinos japonesa, embora o governo ainda precise determinar o que será considerado no Japão. Olhando para a indústria de Macau, as empresas junket são empresas que promovem os cassinos para potenciais clientes VIP’s. Eles também são conhecidos por colecionar e conceder créditos para que esses clientes sejam usados ​​para fins de jogo. No caso de Macau, estas operações foram severamente criticadas por estarem aparentemente ligadas a atividades ilícitas.

O Japão está olhando mercados de cassinos como Nevada e Cingapura para estabelecer as bases de sua própria legislação. Isso abriria as portas para o país para introduzir agentes de jogadores no estilo de Singapura, que substituiriam os junkets no papel de intermediário entre cassinos e jogadores VIP.

Fonte: GMB / Innovate Gaming.com