TER 18 DE SETEMBRO DE 2018 - 23:08hs.
Decisão sobre o PASPA

Mercado responde ao novo cenário de apostas esportivas dos EUA

Operadores de jogos de azar, ligas esportivas e organizações responderam à derrubada do PASPA nesta semana, com a William Hill anunciando planos de lançamento em Nova Jersey “assim que for possível”. Na segunda-feira, a proibição federal de apostas esportivas nos EUA foi suspensa pela Suprema Corte do país por uma votação de 7-2. A reserva de 1992 havia bloqueado a atividade em todos os estados, com exceção de Nevada, Oregon, Delaware e Montana.

A William Hill reagiu positivamente à decisão, com o executivo-chefe Philip Bowcock dizendo que a empresa agora seguirá seus planos de lançar serviços de apostas esportivas em Nova Jersey. "Este é um momento marcante para apostas esportivas e para a William Hill", disse Bowcock em um comunicado.

“Agora, toda a atenção muda para os estados, onde já foram tomadas medidas para se preparar para este dia. Apostas esportivas legalizadas significam que os consumidores e as ligas esportivas terão maior proteção, os estados se beneficiarão com o aumento de impostos e haverá o potencial para que mais de 100.000 empregos sejam criados”, disse ele.

Já a empresa de esportes de fantasia diária DraftKings, com planos de expandir suas apostas esportivas caso Nova Jersey seja bem-sucedida em sua oferta, também está de olho em um rápido lançamento. Jason Robins, diretor executivo da DraftKings, disse à Fox Business: “Estaremos prontos; esperamos que seja um dos primeiros a entrar. Quase 80% dos nossos clientes dizem hoje que já apostam ilegalmente no mercado negro em esportes; agora só temos de convencê-los de que terão um tempo melhor fazendo isso conosco.”

A FanDuel, rival da DraftKings, também divulgou um comunicado elogiando a decisão e reiterando seus planos de lançar seus próprios serviços de apostas esportivas. "Esta decisão nos permite trazer a paixão e o engajamento que temos visto entre nossos usuários para mercados novos e ampliados e criar um produto de apostas esportivas que os fãs vão adorar", diz o comunicado.

A Caesars Entertainment Corporation, que já é ativa em apostas esportivas em Nevada, também comemorou a notícia, com o presidente e diretor-executivo Mark Frissora dizendo: “A decisão da Suprema Corte sobre o PASPA cria uma oportunidade de ouro para acabar com apostas esportivas ilegais de uma vez por todas, criando uma alternativa bem regulada que os fãs de esportes podem confiar. Como resultado, esperamos poder oferecer experiências de apostas esportivas seguras e empolgantes para os consumidores em todo o país, como fazemos hoje em Nevada.”

A NBA e a Major League Baseball (MLB) declararam seu apoio a um mercado mais amplo, mas pediram a criação de uma estrutura federal renovada.

O comissário da NBA, Adam Silver, disse: “Continuamos a favor de uma estrutura federal que forneça uma abordagem uniforme para o jogo esportivo em estados que optem por permitir isso, mas continuaremos ativos em discussões em andamento com legislaturas estaduais.

A MLB também se pronunciou: “Como cada estado considera permitir apostas esportivas, continuaremos a buscar as proteções adequadas para o nosso esporte, em parceria com outros esportes profissionais. Nossa prioridade mais importante é proteger a integridade do nosso jogo”.

A National Football League e a National Hockey League também emitiram declarações similares pedindo a criação de leis federais, enquanto a National Collegiate Athletic Association (NCAA) se opunha a um mercado ampliado e pediu ao tribunal que mantivesse a lei federal.

A NFL disse: "O Congresso reconheceu há muito tempo os possíveis danos causados ​​pelas apostas esportivas à integridade das competições esportivas e à confiança do público nesses eventos".

A NHL acrescentou: “A decisão da Suprema Corte abre o caminho para uma paisagem completamente diferente - uma em que não operamos anteriormente. Revisaremos nossas práticas e políticas atuais e decidiremos se serão necessários ajustes e, em caso afirmativo, como serão esses ajustes.”

Fonte: GMB / iGaming Business