QUA 28 DE JUNHO DE 2017 - 19:38hs.
Angelica Hael, Vice-Presidente World Poker Tour

“Faremos o que for necessário para ser uma das maiores forças da região”

Em entrevista ao site CodigoPoker, Angelica Hael, vice-presidente do WPT, falou sobre as duas etapas da serie na América Latina, das quais o Brasil recebe a primeira de 23 a 29 de agosto em Balneário Camboriú. “Não estamos aqui para colocar nossa bandeira e ir embora. O World Poker Tour pretende construir uma base solida em novas regiões com intuito de permitir o crescimento de novos jogadores nesses lugares”, afirmou.

“Faremos o que for necessário para ser uma das maiores forças da região”

Angelica Hael, Vice-Presidente World Poker Tour

Angelica Hael, Vice-Presidente World Poker Tour

O que significa a chegada do WPT na América Latina?
No World Poker Tour temos certeza que somos o líder internacional em jogos de diversão e queremos que os jogadores do mundo inteiro experimentem tudo o que o WPT tem para oferecer. Com o apoio de nossa empresa central, Ourgame International Holdings, que tem o desejo de ver o World Poker Tour se expandir a novos mercados e territórios, o WPT está mais preparado que nunca para levar nossos eventos de classe mundial a novos destinos. No topo da lista está Sul América, com vários mercados em constante crescimento e uma comunidade de jogadores apaixonados. Queremos que todo o continente sul americano experimente a experiência do WPT, seja participando dos eventos ao vivo, vendo o WPT na televisão ou curtindo de nosso produto de social gaming, Play WPT, queremos ser um fator importante para o poker na América do Sul.

Qual é o objetivo do WPT na América do Sul?
Nesta etapa o objetivo principal do WPT é adentrarmos na paisagem Sul Americana.Não queremos apenas aparecer, oferecer um torneio e ir embora. Queremos conhecer a cultura dos diferentes países, saber o que pensam as pessoas enquanto ao poker e nos tomar o tempo para entender que produtos do WPT vão ter melhor recepção na comunidade sul americana

Além do Brasil e Uruguaique outros países poderiam ser candidatos para receber o circuito?
A Argentina está definitivamente no topo das prioridades. Fui há um ano e fiquei impressionada com a beleza do país, tem uma cultura impressionante e alguns dos jogadores com mais paixão pelo jogo. Acho que um WPT Argentina seria um sucesso absoluto.

Como planejam se tornar os primeiros do Poker na América Latina? O que precisam para consegui-lo?
O WPT vai precisar os sócios certos, sócios de cassinos certos, sócios de imprensa certos e sócios de negócios certos. Nunca tínhamos avançado tanto na região e por isso precisamos criar alianças estratégicas. Assim como feito em outras partes do mundo, precisamos aprender sobre Sul América e criar uma estratégia focada no longo prazo.


PUBLICIDADE


Conseguir a confiança dos jogadores é o mais difícil?
Ganhar a confiança dos jogadores é um dos maiores desafios. Estamos comprometidos para ser parte do ecossistema sul americano e faremos o necessário para nos tornar uma das maiores forças da região, para isso precisamos deixar o ego de lado, voltar aos inícios e entender a região desde suas raízes.

Porque escolheram o Enjoy Punta del Este para a primeira etapa no Uruguai?
Tive a oportunidade de conhecer a equipe do Enjoy Punta del Este e fiquei impressionada com o lugar e as instalações do hotel. O profissionalismo e os estândares altos no Enjoy Punta del Este prevaleceu na hora de tomar a decisão e estamos muito felizes com isso.

E no Brasil? Porque escolheram a Kings Eventos?
Um dos sócios mais importantes que temos na região é a rede Aconcagua Poker. Eles nos disseram que a Kings Eventos tinha a intenção de formar parte do WPT Brasil e nós escutamos. Kings Eventos se uniu com a Aconcagua no evento do ano passado em Camboriú e milhares de jogadores participaram do festival. A ideia da parceria é reforçar essa base leal de jogadores que a Kings Eventos já tem e trazer a experiência do WPT em agosto deste ano.

O que significa para vocês a aliança comCodigoPoker?
Nossa aliança comCodigoPokeré muito importante para o WPT. Como disse antes, para ter êxito em Sul América é fundamental conhecer a região e nossos sócios. Trabalhar junto comCodigoPokeracelera ambos pontos. Ter uma parceria com o gerador de conteúdo de poker mais importante da região lhe dá ao WPT um lugar de privilegio.

E com a Fox Sports, que transmitirá a etapa em Punta del Este?
Um dos principais objetivos do World Poker Tour na região é trazer conteúdo televisionado aos jogadores sul americanos, já que queremos que experimentem o que o resto do mundo conhece há mais de 16 anos. O WPT está trabalhando para encontrar os sócios de transmissão adequados e temos a confiança que daqui a pouco todos poderão curtir nosso conteúdo.

Você acha que o WPT pode significar o renascimento do poker na América Latina?
Como CEO do WPT, Adam Pliska sempre fala isso, o boom do poker não está morto, só não se moveu para outras regiões. Uma dessas regiões é a América do Sul, que está a ponto de experimentar um enorme boom. Esperamos que com a chegada do WPT, apareçam novos jogadores, novos eventos e um novo interesse por parte da região.

E depois disso, que? Qual é o próximo objetivo de expansão do WPT?
Em termos de continentes, uma das prioridades do WTP é Australia. Em termos de planos de expansão, precisamos encontrar os sócios, produtos e serviços adequados naqueles territórios que queremos entrar para obter um crescimento sustentado no tempo. Não estamos aqui para colocar nossa bandeira e depois ir embora. Junto com nossos sócios, o World Poker Tour pretende construir uma base solida em novas regiões com intuito de permitir o crescimento de novos jogadores nesses lugares.

Pretendem voltar para América Latina em 2018 ou vai depender do êxito dessas primeiras edições?
Trabalhando nas primeiras duas etapas, primeiro no Brasil e logo no Uruguai, já podemos antecipar que haverá mais eventos do WPT na América Latina eles serão pronto anunciados. Podem ter certeza que o World Poker Tour está comprometido com o desenvolvimento do poker na região, inclusive vários de nós desde nossas oficinas na América do Norte já estamos fazendo cursos de espanhol. Este é um sinal do compromisso, não temos feito isso para nenhum outro território. Uma vez que a gente se sinta confortável com o espanhol, começaremos também com o português para poder nos comunicar fluidamente com a outra metade do continente.

Como os jogadores poderão se classificar online para as etapas?
Os jogadores poderão ganhar sua vaga para os eventos Latino Americanos do WPT através do nosso sócioAconcagua Poker. Os satélites para o WPT Brasil já estão acontecendo e esperamos centenas de classificados. Também terão a oportunidade de se classificar no WPT Uruguai em setembro.

Fonte: GMB/ Código Poker