QUA 18 DE JULHO DE 2018 - 22:43hs.
$1,31 mil milhões em 2017

Receitas anuais do The Stars Group subiram 14%

Foi tornado público o relatório de contas do quarto trimestre e do ano de 2017 do The Stars Group, grupo que detém o PokerStars e outros marcas ligadas ao jogo online. O grande destaque deste documento é mesmo o facto de o poker online representar menos de dois terços (65,1%) do volume de receitas da companhia, que espera ver ainda este número reduzir em 2018 abaixo dos 60%.

O último trimestre do ano contou com um crescimento na receita de 16,1% para os $360,2 milhões. Os lucros ajustados mantiveram-se nos $147 milhões, mas o lucro liquido aumentou 4,7% para os $47,2 milhões.

Já no que diz respeito ao ano de 2017. O grupo viu a sua receita aumentar para $1,31 mil milhões (13,6%), com os lucros ajustados a também a subirem 14,5% para 600 milhões e os lucros líquidos a terem uma subida vertiginosa de 91,3% para os $259,3 milhões.
 


O grupo continua a ter cada vez menos dependência do PokerStars, que apesar de deixar de estar representada na Austrália e na Colômbia viu as receitas neste jogo subirem 7,9% para os $234,4 milhões no quarto trimestre. Já durante o ano, as receitas aumentaram no total 3,7% para os $877,3 milhões, um aumento não tão significativo se tivermos em conta as taxas de cambio favoráveis que colocam esse número nos 0,9% durante o ano.
 

Em relação ao novo mercado partilhado, o CEO Rafi Ashkenazi diz que tem sido um sucesso e que o mercado conjunto gera mais 30% de receitas do que os dois mercados separados.

Olhando ao futuro, o The Stars Group pretende chegar a mais países durante este ano, alargar a sua presença em mercados partilhados, presentar novidades na vertente de poker e lançar um renovado sistema de recompensas:
 

Fonte: GMB