QUA 13 DE DEZEMBRO DE 2017 - 08:55hs.
Apenas um dia antes do início do G2E

Mais de 50 mortos e 200 feridos em tiroteio em Las Vegas

Ao menos 50 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na madrugada desta segunda-feira depois que um atirador abriu fogo de uma janela no 32º andar do Mandalay Bay contra o público (cerca de 40 mil) de um festival de música country. O criminoso foi identificado como Stephen Paddock, e a polícia está à procura de uma mulher que seria comparsa do atirador, além de dois carros. Este é já considerado o mais mortífero tiroteio de sempre nos Estados Unidos. Las Vegas em luto apenas um dia antes do início do G2E.

Pelo menos 50 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na noite de domingo (manhã de segunda-feira em Lisboa) em Las Vegas, estado norte-americano do Nevada, quando um atirador abriu fogo sobre uma multidão que assistia a um concerto num festival de música country.
 
Perante o novo balanço de vítimas, este é já considerado o mais mortífero tiroteio de sempre nos Estados Unidos, superando o massacre da discoteca Pulse, em Orlando, em 2016, quando 49 pessoas foram mortas por um atirador, posteriormente abatido pela polícia.

Trata-se de Stephen Paddock, um residente da cidade de 64 anos. Em conferência de imprensa, o xerife do condado de Clark, Joe Lombardo, descreveu o atacante como um "lobo solitário", excluindo para já qualquer ligação a grupos terroristas. No quarto de hotel a partir de onde disparou foram encontradas "várias armas de fogo", disse Lombardo.
 
O xerife informou em coletiva de imprensa sobre o número de vítimas e declarou que o suposto autor dos disparos foi abatido posteriormente pela Polícia em um hotel próximo ao local do fato.

O fato aconteceu no encerramento dos três dias do festival country Route 91 Harvest que acontecia ao ar livre perto do hotel Mandalay Bay, na zona sul da famosa avenida que concentra os principais hotéis e cassinos de Las Vegas.

Segundo Lombardo, o suspeito agiu sozinho e fez o seu ataque a partir do 32º andar do hotel Mandalay Bay, onde foi encontrado pela Polícia e abatido pelos agentes.

Sobre a sua identidade, Lombardo se limitou a dizer que se trata de um morador local, sem dar mais detalhes, e só confirmou que a polícia procura a acompanhante do agressor, que identificou como uma mulher asiática chamada Marilou Danley.

"Confirmamos que um suspeito foi abatido. Esta investigação continua”, tinha assegurado pouco antes na sua conta do Twitter a Polícia, informando que acreditava que o sujeito agiu sozinho, desmentindo informações anteriores da imprensa local que apontavam para dois possíveis agressores.

Pouco após os disparos, a Polícia ordenou o fechamento de uma ampla seção do sul do Boulevard Las Vegas, via principal da cidade e conhecida pela fila de hotéis e cassinos que há nele, bem como de várias ruas adjacentes da zona sul dessa avenida central.

"Estamos investigando relatos de um atirador ativo perto do Mandalay Bay Casino. Pedimos a todos que, por favor, evitem a área”, escreveu a Polícia Metropolitana de Las Vegas em sua conta do Twitter, alertando sobre o fato, ao mesmo tempo em que fechava as ruas da região.

Dezenas de viaturas da Polícia foram imediatamente enviadas para o local. As autoridades também acionaram uma equipe da SWAT para encontrar o autor.

O ataque aconteceu por volta das 22h de domingo (horário local, 1h de segunda-feira em Brasília) enquanto o cantor de música country Jason Aldean se apresentava no encerramento do festival.

Segundo testemunhas, nessa hora foram ouvidas longas rajadas de tiros efetuados possivelmente com um fuzil semiautomático, que provocaram o pânico entre o público e que continuaram inclusive depois que a banda parou de tocar.

Em alguns vídeos publicados nas redes sociais pode-se escutar rajadas de tiros, enquanto as pessoas correm apavoradas, perguntando-se o que está acontecendo ou abaixadas no chão se protegendo dos disparos.

Entre os mortos há policiais fora de serviço que assistiam ao show, segundo Lombardo, e se teme que entre os feridos haja mais agentes, porque tinham ido em grupo.

Os feridos foram levados em ambulâncias principalmente para o University Medical Center e para o Sunrise Hospital Medical Center, onde muitos deles se encontram em estado crítico.

Devido ao incidente, além do fechamento da zona sul da cidade e de uma estrada, vários voos com destino ao aeroporto internacional de Las Vegas foram desviados para outros terminais como medida de precaução.
 
Fonte: GMB / NYT