DOM 24 DE SETEMBRO DE 2017 - 00:07hs.
Necessidade de criar novos jogadores

Cassinos abraçam e-sports para atrair jovens

Os cassinos estão lentamente se envolvendo mais com os e-sports como uma maneira de aumentar suas receitas, mas o dinheiro está vindo da ocupação de quartos de hotel para os jovens jogadores e da venda de comida e bebida, mas não os transformando em jogadores.

Como a maioria das outras formas de atração, os salões de jogo tentaram conquistar mais clientes e sua renda disponível, mas isso não está sendo fácil. Atlantic City foi a primeira cidade dos Estados Unidos a adotar máquinas caça-níqueis baseadas em habilidades para conquistar essa parcela de jogadores, mas desistiu depois de alguns meses, quando a resposta foi muito fraca.

Torneios competitivos de videogames, conhecidos como e-sports, são uma indústria crescente em todo o mundo. A ação acelerada, os gráficos vívidos e, muitas vezes, a ação violenta na tela são atraentes aos jovens e os cassinos estão de olho nessa fatia de cliente pois seus principais jogadores em máquinas envelhecem. Mas tem sido difícil movê-los do console de vídeo para a mesas.

"Todo mundo ainda está tentando descobrir como tornar isso atraente para o consumidor e fazer sentido para o negócio. Como todos nós lucramos com isso? ", disse Kevin Ortzman, presidente regional do Caesars Entertainment de Atlantic City, que possui três cassinos na cidade.

Em março a empresa sediou um torneio de e-sports no Caesars, que atraiu cerca de 900 jogadores e espectadores.

"Nós certamente experimentamos um pico em nossas ofertas de hospitalidade (hotel, alimento e bebida)", disse Ortzman. "Não vimos tanto em relação ao jogo, mas não ficamos terrivelmente surpreendidos".

Ele disse que encontrar formas de atrair jovens é uma necessidade para o setor de cassinos como um todo, acrescentando que os amantes de e-sports poderiam ser atraídos aos casinos para as competições de videogames da maneira como seus pais e avós sempre foram para jogar em máquinas caça-níqueis.

O torneio do Caesars ofereceu US$ 200 mil em prêmios em dinheiro, incluindo um de US$ 70.000, que atraiu jogadores como José Mavo, de Charlotte, Carolina do Norte, que jogou competitivamente por uma década e se tornou um cliente de cassino como resultado de estar em torneios hospedados por salas de jogos. "Tivemos um torneio em Las Vegas e essa foi a primeira vez que eu fui a um cassino, então, desde então, jogo um pouco", disse, listando o blackjack e a roleta como favoritos.

A Newzoo, empresa que atua no mercado de e-sports, previu em relatório que a atividade irá gerar quase US$ 700 milhões neste ano, incluindo direitos de mídia, vendas de bilhetes e mercadorias, merchandising e investimentos de fabricantes de jogos. A empresa projeta que esse valor superará a marca de US$ 1,5 bilhão até 2019.

Fonte: GMB / AP / CDC Gaming Reports