DOM 19 DE NOVEMBRO DE 2017 - 19:33hs.
Cláudio R. Vigna
OPINIÃO-Cláudio R. Vigna, sócio-gerente da CRV Sistemas & Consultoria

Tarifação: Um reajuste pífio!

O volume de dinheiro que circula na Lotérica, proveniente do Serviço de Receber/Pagar Contas, é muito grande. As despesas inerentes são consideráveis. A cada autenticação feita, recebe-se – a partir de 28/08 – uma tarifa irrisória de R$ 0,63. O Revendedor Lotérico “ganha” menos do que 0,5% por este serviço.

Tarifação: Um reajuste pífio!

Há uma reclamação geral de que as Comissões pagas pela CAIXA para o serviço de Recebimento/Pagamento de Contas não têm sido reajustadas de acordo com a Inflação e que isso tem interferido substancialmente nas finanças das Lotéricas.

A fim de verificar o fundamento desta reclamação fizemos uma análise com o objetivo de informá-lo, visto que não cabe a nós julgar se tais Comissões são justas pelo trabalho, risco e responsabilidades inerentes a este tipo de Serviço prestado.

O início de tudo

É importante lembrar que em 1995 iniciou-se o Serviço de Pagamentos/Recebimentos de Contas a um valor de R$ 0,19 por autenticação e que, naquela época, fizemos parte de uma análise deste valor estipulado pela CAIXA. A conclusão foi de que o custo para executar este trabalho deveria ser de R$ 0,32, ou seja, tudo começou errado imputando ao Lotérico um prejuízo de R$ 0,13 por autenticação. Ele era 59,3% do valor que se deveria pagar, apenas para cobrir as despesas decorrentes deste Serviço.

- E se corrigirmos o valor de R$ 0,19 da autenticação (1995) até hoje, como ficaria?

- Boa pergunta! Vamos ver:

Vamos considerar 3 Índices usados para medir a Inflação e ver como ficaria o valor atual da autenticação, que em 1995 era de R$ 0,19:

 


 

Isto nos mostra que mesmo começando (1995) com um valor aquém do custo do serviço, a Tarifação deveria pagar atualmente um valor entre R$ 0,91 e R$ 1,14 (Média de R$ 0,99).

- E quanto a CAIXA paga efetivamente em Agosto/2017?
- Paga apenas R$ 0,63!!! Este valor é simplesmente 63,6% do valor que se deveria pagar!!!
Isto mostra que passados 22 anos nada foi resolvido!

Os Lotéricos continuam trabalhando sem uma Comissão adequada, arcando com as Despesas e o prejuízo ... a Classe Lotérica está em frangalhos!

Veja como chegamos a este valor, clique em Tarifação

Nossas conclusões:

  • começou errado (pagando pouco);
  • apesar de os reajustes terem acompanhado a Inflação, ainda está muito defasado, justamente por ter iniciado com um valor muito aquém da realidade;
  • está pagando apenas 63,6% do que deveria!!!
  • É necessário que o valor da Tarifa por estes Serviços seja uma porcentagem do valor recebido/pago, pois todas as Despesas associadas o são!!!


CLAUDIO ROBERTO VIGNA
 

Cláudio Roberto Vigna é Bacharel em Matemática Pura pelo Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo – São Paulo/ SP e Professor Licenciado em Matemática e Desenho pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Moema – São Paulo/ SP. É sócio-gerente da CRV Sistemas & Consultoria, uma empresa que desde 1984 oferece suporte às Casas Lotéricas em todos os seus segmentos. É, também, Consultor e Auditor prestando serviços especializados de gestão na área de Loterias.